Foto: Flávia Castelo

“Eu guiaria tua mão se soubesse, mas o que há aqui são pés, passos e tropeços.”

‘Desconselhos’ é o nome de uns escritos com uma amiga, a Professora Ileide Sampaio. Trata daquilo que nos ensinaram e nós não quisemos/queremos aprender. Até agora, falamos mais do que escrevemos – talvez esse seja um bom começo para o que pretendemos: uma espécie de guia de vivência. Tudo bem, pode parecer mais uma terapia. De qualquer forma, acho que está dando certo. Estamos vivendo. Estamos vivendo num mundo em que política não combina com ética. Em, como disse o expoente da Teologia da Libertação no Brasil – Leonardo Boff, que política se confunde com gestão de poder. Estamos vivendo num baile de máscaras altruísta que esconde um mundo egocêntrico.

Se a minha memória não estiver me pregando uma peça, lembro de uma infância que quando um dos meus irmãos, ou eu, ficava doente, mamãe, fazia de tudo para ficarmos juntos e assim, tratava a catapora (por exemplo) de uma vez só – ela entendia que não dava para ficar saudável durante muito tempo morando na mesma casa. Se um adoecia, mais cedo ou mais tarde, todos estavam em tratamento. Ouvindo Tom Jobim cantando “…é impossível ser feliz sozinho…”, ouso dizer que, também, é impossível ficar bem enquanto muitos estão mal, afinal, o caminho que percorremos, enquanto aprendemos (com Sêneca) a nos edificar para a morte, é o mesmo – estamos juntos no mesmo barco que podemos chamar de casa, trabalho, bairro, cidade, país, planeta…

Voltando a ‘Desconselhos’, como muito bem escreveu a co-autora e idealizadora já citada, nossa inspiração está nos anos de 2016 e 2017 – “hecatombes em todos os âmbitos que estremeceram as convicções do Ocidente”. É como diz nossa introdução: “Eu guiaria tua mão se soubesse, mas o que há aqui são pés, passos e tropeços.”

E assim, admirando as pessoas que iluminam o coração com uma utopia que nos faz querer viver para além de nós, tento me inspirar nelas e no Princípio Esperança, do marxista heterodoxo Ernst Bloch, para uma real crítica do presente – como um presente para as presentes e futuras gerações.

Urbi et orbi e faça parte da ALDEIA GLOCAL em aldeiaglocal.com.br, afinal, quanto mais global, mais local.

One thought on “Desconselhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *