Foto: Fábio Castelo

A citação que dá nome a esta coluna é de um dos casos do detetive Sherlock Holmes, ‘O cão dos Baskerville’ (1901), e me inspirou a refletir se (não) estamos todos cegos. Você consegue imaginar uma condição de cegueira incurável disseminada pela presença ou contato humano?

Saramago consegue, em seu ‘Ensaio sobre a cegueira’ (1995), e responde que “Só num mundo de cegos as coisas serão como verdadeiramente o são”, numa sátira alegórica onde o escritor português ilustra que precisamos perder a visão da razão, da humanidade e da própria idéia de sociedade, para sermos solidários.

A narrativa é inspirada num regime autoritário onde a falta de moralidade e gentileza são marcas registradas. Mas para que vivemos senão para tornar a vida menos difícil uns para os outros?

A partir deste questionamento, o convite de hoje é para um setembro do bem, onde a  convivência, o consenso e a confiança sejam nossa ‘vitamina C‘ para uma vida melhor, para um planeta saudável.

Ou será que precisamos ser incentivados pela necessidade de sobrevivência e pela retomada da empatia humana para evoluir como membros de uma comunidade?

Urbi et orbi e faça parte da ALDEIA GLOCAL em aldeiaglocal.com.br, afinal, quanto mais global, mais local.

A coluna “Aldeia Glocal” é publicada no Tribuna do Ceará, às quartas-feiras, e vai ao ar na Rádio Tribuna BandNews (FM 101.7), às 9h10.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *