Ilustração: Lui Duarte.

Ao mesmo tempo em que o mundo inicia a implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e seus 17 objetivos, 13% da população mundial ainda vive em extrema pobreza, 800 milhões de pessoas passam fome e 2,4 bilhões não têm acesso a saneamento básico. Ou seja, o mundo está apenas no início de sua jornada rumo às metas globais do desenvolvimento sustentável, enquanto há desafios críticos para a conquista desses objetivos.

 

Esses dados são do primeiro relatório dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), lançado ontem, terça-feira (19 de julho) pelo secretário-geral da ONU.

 

Referidas metas são universais e pedem ação tanto de países desenvolvidos como de emergentes, assim como de todas as pessoas, para mobilizar esforços no sentido de garantir desenvolvimento econômico, progresso social e sustentabilidade ambiental globalmente.

 

Naturalmente, o Brasil também é citado no relatório. O documento lembra que, dentre os cinco maiores ecossistemas marinhos em risco de eutrofização — ou seja, excesso de nutrientes na água causado pela poluição — está sua costa Norte, o que nos remete à nossa responsabilidade, especialmente, em relação às populações costeiras, que totalizavam 781 milhões de pessoas em 2010.

 

Quer saber sobre objetivos do desenvolvimento sustentável e como contribuir para a Agenda 2030? Urbi et orbi e faça parte da ALDEIA GLOCAL em aldeiaglocal.com.br, afinal, quanto mais global, mais local.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *