‘O que fazer com o óleo de cozinha que sobra após as refeições?’

 

Você joga na pia?

 

Um litro de óleo de cozinha compromete 20 mil litros de água e pode poluir até um milhão.

 

Sem falar que esse óleo, derramado na pia, serve como uma cola que vai unindo todo tipo de sujeira, gerando, entre outros problemas, o mau-cheiro em casa, proveniente do ralo.

 

Então, o que fazer com o óleo de cozinha?

 

Uma solução boa para todos, boa para o ambiente, é coletar adequadamente o óleo residual (em garrafas pet, por exemplo) e destinar para a reciclagem – seja para combustível ou fabricação de material de limpeza.

 

Em Fortaleza já existem iniciativas de aproveitamento do óleo de cozinha, tanto por parte do Poder Público, quanto por empresários e sociedade civil.

 

Em aldeiaglocal.com.br você pode conhecer algumas dessas iniciativas e pontos de coleta, além de apresentar outras e até mesmo se inspirar para realizar um negócio social. Ou seja, a partir da identificação do problema da destinação adequada do óleo de cozinha, desenvolver uma solução e, ainda, ganhar dinheiro com isso.

 

São mais de 50 milhões de litros de óleo de cozinha da Grande Fortaleza que chegam aos esgotos anualmente, sendo a maioria produzida domesticamente, segundo a UFC e a CAGECE.

 

Sabendo disso, e que a educação, inclusive ambiental, começa pela gente, pergunto: Será que a CAGECE fornece desconto na conta da água, por litro de óleo doado, assim como a COELCE faz, em seu projeto ECOELCE? Acho que não. Vamos fazer essa sugestão?

 

Urbi et orbi e faça parte da ALDEIA GLOCAL em aldeiaglocal.com.br, afinal, quanto mais global, mais local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *