Ilustração: Lui Duarte

 

Hoje estou apostando na sensibilidade, para lembrar que nosso meio influencia nossa vida. E, também, que a nossa vida influencia nosso ambiente.

Como está nossa relação com a cidade que nascemos e vivemos?
E você, que não é daqui, mas nunca foi embora, o que faz por Fortaleza?
E quem passa o ano inteiro em contagem regressiva para as férias, deixa o quê, além de pegadas? Leva o quê, além de lembranças?

Estamos cientes de que o meio ambiente ecologicamente equilibrado é um direito e também dever de todos, Poder Público e Coletividade?
É o que diz a Constituição.

Fortaleza nasceu de costas para esse imenso mar que continua nos recebendo, seja na Praia do Futuro ou na Barra do Ceará.

E você? Está olhando pra onde? Está olhando pra Fortaleza? Ou deu as costas pra ela, como ela fez com o mar? Você cuida dela? Você cuida de você? Sim, porque se você não sabe, Fortaleza é você.

Fortaleza é como tratamos as pessoas, como cuidamos do lugar. Como percebemos a cidade. Como coletamos e destinamos nosso lixo. Como usamos a água e a energia.

Você é consumidor ou é consumista? Você reduz, reutiliza, recicla? Como você cuida da calçada? Descansou na sombra de uma árvore? Ah, não tem? Pois você já plantou uma?

Seja pela cidade, seja pelo mundo.

Urbi et orbi e faça parte da ALDEIA GLOCAL em aldeiaglocal.com.br, afinal, quanto mais global, mais local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *